Saiba como trocar de programa de faturação

Sim, é mais simples do que parece trocar de programa de faturação. O fim de ano é uma optima ocasião para o fazer, no entanto é apenas um pormenor, pois pode trocar quando entender que deve trocar.

Vamos falar um pouco neste artigo sobre as regras e legislação que deve cumprir na troca de programa de faturação.

Caso já tenha decidido trocar de software de faturação, seja qual for o motivo, desde insatisfação com o atual, ou necessidades diferentes, o primeiro passo é essencialmente testar o novo software bem como contactar o suporte solicitando uma mini formação.

Vamos começar?

Durante a transição deve ter os seguintes aspetos em atenção:

1 – A não repetição de numeração dos documentos entre plataformas.

Quando inicia com um novo software deve criar séries novas diferentes das que utilizava anteriormente, apesar de a nossa aplicação criar uma série automaticamente, deve verificar se a mesma nunca foi utilizada anteriormente.

Por exemplo se na aplicação anterior utilizava a série C001, na nova aplicação deve criar uma série diferente. Caso a sua mudança seja feita no final deste ano pode criar por exemplo a série A2017.

2- Arquivar a informação da faturação anterior pelo prazo exigido por lei.

Pela lei portuguesa, deve manter em segurança os dados de faturação durante 10 anos:

Os livros, registos contabilísticos e respectivos documentos de suporte devem ser conservados em boa ordem durante o prazo de 10 anos.” (artigo 123.º do CIRC)

Caso o seu programa de faturação anterior permita a exportação do SAF-T PT, deve guardar o mesmo em formato digital, de toda a duração, bem como os documentos em papel.

3- Exportação de listagens de artigos, clientes e fornecedores, bem como de documentos:

Aproveite a mudança para fazer alguns ajustes nos seus artigos, como por exemplo código do artigo. Exporte listagens de tudo que o software de faturação anterior permita de preferência em formato “csv” de forma a que possa arquivar esses dados, bem como utilizar os mesmos para importar para o novo programa de faturação. Abra os ficheiros exportados com o Google Sheets por exemplo ou outro editor de folhas de calculo e verifique os dados exportados.

4- Subscrever o programa de faturação UEBON 

Agora já está pronto para começar a utilizar o nosso software de faturação online, bastando escolher o plano que se adapta melhor á realidade da sua empresa.

Feito 🙂 esperamos por si e obviamente caso tenha alguma dúvida não hesite em nos contactar para o email suporte@uebon.com ou preenchendo o formulário na página de suporte.